Avançar para o conteúdo principal

Vocabulário "in"

Da pequena-maior:
Agora deu para usar o termo "sexy" assim como quem diz "bom dia".
Ontem perguntei-lhe se ela achava mesmo que aquelas calças eram para ser vestidas daquela maneira, com as dobras em baixo todas mal feitas e ainda por cima sujas ao que responde "ya mãe é sexy".

Da pequena-mais-pequena:
A caminho dos seus 3 anos estou mesmo a ficar velha caduca possa...agora deu para dizer feio quando não lhe agrada qualquer coisa.
Por exemplo se a chávena tem só leite é feio porque não tem chocolate.
Para o que gosta diz que é fofo!
Então fiquei a saber que o champô novo tem um cheiro...fofo!
O que aprendo lá por casa...

Comentários

Enviar um comentário

Concorda, discorda, sei lá,mas deixa aqui a tua opinião!

Mensagens populares deste blogue

Lados

Ha sempre dois lados em cada história.
Um dos mais desafiantes sentidos da nossa personalidade (para quem a tem) é sermos capazes de nos colocar do outro lado.
Pode ser algo demorado.
Pode demorar o tempo de sabermos a historia tal como ela é.
Sem rodeios.
Sem espinhas.
Depois é so tirarmos as nossas conclusoes.

Sentes não sentes?

Se soubesses a falta que me fazes...
Sabes não sabes?
Sentes daí não sentes?
Assim como sabes o quanto me orgulhava de ti, da tua garra e coragem para enfrentar aquelas névoas todas, estavas sempre com "aquela" determinação só tua, mesmo quando por dentro tinhas aquelas dúvidas e medos e...
Continuo a sonhar contigo, connosco, com a tua gargalhada, com o teu abraço, com a tua mão a apertar a minha, passávamos horas de mão dada enquanto conversávamos ou caminhávamos.
Tantos dias sem ti, por vezes julgo que isto é tudo mentira, que não passou de um pesadelo daqueles que cortam a respiração, e que estás cá, junto de mim.
Daqui até aí onde sei que estás em paz...um enorme sorriso cheio de estrelas.
Adoro tu....sempre!

Fácil....

« É tão fácil não gostar. Não querer. Não correr. Permanecer naquilo que já conhecemos. Que não nos surpreende. Saber de cor os dias. e ter as noites controladas. Ter o passo seguinte traçado e o caminho meio rabiscado. É tão simples prescindir e não lutar. É tão fácil querer viver no vazio. É simples esquecer sentir. Optar não tentar.

É tão parvo não gostar quando se gosta. É idiota não querer quando se quer. É estúpido não arriscar. É triste o medo ganhar.

É pequenino não querer ser grande. ».

Rita Leston